Windows Live Messenger

sábado, 28 de janeiro de 2012

ENSINO E EDUCAÇÃO SÃO SINÔNIMOS?

ENSINO E EDUCAÇÃO SÃO SINÔNIMOS?
Durante muito tempo o professor sempre foi colocado como o centro do processo educacional, ele era o ser que sabia tudo, e o aluno era um mero receptor do conhecimento, onde o professor ensinava aquilo que sabia, como verdade absoluta, e os alunos apenas recebiam de forma passiva as informações transmitidas pelos professores, o que Paulo Freire chama de educação bancária. Percebe-se, porém, no decorrer dos tempos, com advento de novas tecnologias que essa forma de educação não tinha mais aquele real sentido, que foi expresso pelos idealizadores dessa forma de ensinar, no entanto começa-se a rediscutir novas tendências educacionais, que possibilitem a inserção ativa do aluno no processo educacional, favorecendo um ambiente de maior interação entre professor e aluno e alunos entre si, vislumbrando a formação de seres ativos, participativos, críticos e construtores de sua própria história, o que leva a formação de seres capazes de compreenderem a necessidade de buscar novos conhecimentos, de ir além das salas de aulas, de buscar o conhecimento em novas fontes de pesquisas e informações.
Com o advento da tecnologia na educação e dos meios de comunicação de massa, começa-se a perceber que ainda há uma grande lacuna no processo educacional. Pois apesar de se pensar na formação de pessoas críticas, ainda há uma grande dependência do aluno com relação ao professor, e que aquela formação crítica, tão sonhada, também não conseguiu atingir os objetivos propostos pelas novas tendências educacionais vigentes. Vale ressaltar, porém, que muita coisa mudou que houve um grande avanço na educação. Porém não foi possível disponibilizar o acesso a todas as pessoas à educação principalmente a educação superior, surgindo com isso a Educação à Distância, como uma alternativa de ensino capaz de atingir um maior contingente de pessoas. O que Peters concebe que:
Educação/Ensino a distância (Fernunterricht) é um método racional de partilhar conhecimento, habilidades e atitudes, através da aplicação da divisão do trabalho e de princípios organizacionais, tanto quanto pelo uso extensivo de meios de comunicação, especialmente para o propósito de reproduzir materiais técnicos de alta qualidade, os quais tornam possível instruir um grande número de estudantes ao mesmo tempo, enquanto esses materiais durarem. É uma forma industrializada de ensinar e aprender (Otto Peters - 1973).
É importante perceber que vivemos em uma era onde as informações ocorrem de forma muito acelerada, por isso acredita-se que a educação à distância é uma forma de aproveitar todos os recursos tecnológicos a favor do desenvolvimento educacional. Nesse contexto Moore e Kearsley afirmam ser importante que Educação a distância disponibilize técnicas especiais de planejamento de curso, técnicas instrucionais especiais, métodos especiais de comunicação, eletrônicos ou outros, bem como estrutura organizacional e administrativa específica para que ocorra um aprendizado planejado normalmente em lugar diverso do professor. De acordo com a legislação educacional brasileira:
Educação a distância é uma forma de ensino que possibilita a auto-aprendizagem, com a mediação de recursos didáticos sistematicamente organizados, apresentados em diferentes suportes de informação, utilizados isoladamente ou combinados, e veiculados pelos diversos meios de comunicação."(definição que consta no Decreto n.º 2.494, de 10 de fevereiro de 1998, que regulamenta o art. 80 da LDB lei n.º 9.394/96.).
É de suma importância destacar que a Educação a distancia é uma modalidade de ensino que não disponibiliza a presença física do professor de uma ou outra determinada área do conhecimento em todas as ocasiões, mas sim em determinadas oportunidades, para dar o suporte necessário para o desenvolvimento da aprendizagem do aluno. O professor nem sempre está presente, porém está sempre conectado, ‘linkado’ com os alunos nas mais diversas fontes de informação e mediação do conhecimento. Pois acredita-se que para o ensino ter sentido e fundamentação é necessário que se aproprie de várias metodologias e recursos, os meios de comunicação de massa como a internet em especial, disponibiliza de inúmeros programas que se bem planejados como fonte de apoio e recurso educacional, contribuirá para desenvolvimento educacional da sociedade com uma maior abrangência populacional. É importante ressaltar ainda que o ensino deve ser fundamentado na realidade do aluno, e que a educação precisa se adaptar a realidade do educando, e a educação à distância está se tornando uma realidade em virtude da vida corrida que a população leva para garantir a sua sobrevivência. Pois, Segundo Maroto (1995):
Enquanto ensino expressa treinamento, instrução, transmissão de informações etc. a educação é estratégia básica de formação humana, isto é, aprender a aprender, criar, inovar, construir conhecimento, participar etc. É importante termos claro que concepção filosófico-política de educação vamos adotar na organização, planejamento e desenvolvimento de projetos educativos na modalidade de educação a distância.
Percebe-se com essa afirmação que ensino e educação embora soem como palavras sinônimas, expressam significados diferentes, enquanto ensino se refere ao processo de transmissão de informações, a educação pode ser entendida como a forma, a estratégia pela qual essas informações serão transformadas em conhecimento, ou seja, a educação é o processo de construção desse conhecimento, de modo participativo e inovador. Vale ressaltar ainda que não existe um modelo ou outro melhor de se transmitir um conhecimento ou informação, que o ensino e a educação tradicionais eram piores ou melhores que os que estão entrando em vigência, mas sim que a educação precisa atender aos anseios da sociedade contemporânea.

Nenhum comentário:

Postar um comentário